Principal
Especiais
Placar Brasil
Papo de Box
Autódromos
Agenda
Galeria
Wallpapers
Fórmula 1
F-Indy
Fórmula 2
Fórmula 3
Fórmula Renault
Brasil
Stock Car
Endurance
Brasileiro de Marcas
Fórmula Truck
Europa
Estados Unidos
Rali
Kart
Placar Brasil
Memórias Velozes
Outros

Countdown Speed On Line
 
 
 
Eugênio Martins não está mais entre nós
Sexta-feira, 11 de Março de 2005
 
No topo do pódio Eugênio Martins, ao lado de Camillo Christófaro (esq) à Rafael Gargiulo (Foto: Arquivo Napoleão Ribeiro)
O automobilismo brasileiro perdeu no dia primeiro deste mês um dos seus maiores incentivadores com o falecimento do empresário e ex-piloto Eugênio Martins, ocorrido em São Paulo.

Eugênio iniciou a sua carreira automobilística no início dos anos 50, e se consagrou ao conquistar ao volante de um Maserati 4CL equipado com motor Jaguar a vitória na categoria Mecânica Nacional, na ?100 Milhas do Quarto Centenário?, disputada em São Paulo no mês de novembro de 1954.

Com esse carro preparado por Brizzi, Eugênio venceu em 1956 os Prêmios
?Benedito Lopes? e ?Santos Dumont?, ambos disputados em Interlagos.

Mas a mais destacada atuação de Martins foi a conquista do segundo lugar na Mil Milhas
Brasileiras do próprio ano de 1956, quando, ao lado de Christian Heins, superou com um Volkswagen Sedan equipado com um motor Porsche de apenas 1500cc, máquinas com respeitáveis propulsores Ford e Chevrolet, que tinham o triplo de potência da unidade Porsche.

Em janeiro de 1957, Eugênio Martins foi companheiro de Celso Lara Barberis na ?Mil Km de Buenos Aires?, prova que a dupla teve de abandonar quando ocupava a sexta posição da classificação geral depois de ter problemas com o motor do Ferrari 750 Monza.

Em seguida, Martins participou com dois carros da primeira edição da ?500 Km de
Interlagos?, prova disputada no dia 7 de setembro de 1957 na qual foi o terceiro colocado na dupla que formou com Godofredo Viana Filho a bordo de um Maserati/Ford Studbacker, e conquistou ainda o quarto lugar, dividindo um Maserati/Ford Edelbrock com o Antônio Mendes Barros.

A ligação de Eugênio Martins com Christian Heins prosseguiu com a dupla formada na Mil Milhas Brasileiras de 1959, quando conduziram um DKW Vemag da equipe Serva Ribeiro, a mesma pela qual Martins venceu a primeira prova automobilística disputada em Brasília, por ocasião da inauguração da Capital Federal, em 1960.

Em 1961, Eugênio passou a correr com carros FNM JK, conquistando o segundo lugar na ?24 Horas de Interlagos?, formando dupla com o petropolitano Álvaro Varanda na disputa que foi vencida por Chico Landi e Christian Heins, com o mesmo tipo de equipamento.

Com a criação da equipe Willys, chefiada por Christian Heins, no início de 1962, Martins passou a competir pela marca, estreando a berlineta Willys Interlagos na ?1000 Kilometros de Brasília? de 1962.

O falecimento de seus amigos Christian Heins e Celso Lara Barberis em 1963, levou Eugênio Martins a deixar de correr, e assumir o cargo de Chefe da Divisão de Relações Públicas da Willys Overland do Brasil.

Em 1968, atuando como importador da marca BMW para o Brasil, Eugênio Martins criou a
equipe CBE para disputar o campeonato brasileiro, pelo qual a dupla formada por Jan
Balder e Pedro Victor Delamare venceu a ?500 Milhas da Guanabara?, e no qual o próprio Balder, desta vez em dupla com Chico Landi, ganhou a ?500 Km de Porto Alegre?.

Em 1959 a equipe foi transferida para Agnaldo Góis que a rebatizou como ?Cebem?.

Em agosto de 2003, a equipe do Speed On Line teve o privilégio de ser recebido por Martins em seu apartamento em São Paulo, e o resultado da entrevista você pode conferir através do link abaixo.

Aos familiares e amigos de Martins, as homenagens de nossa equipe a quem mesmo após afastar-se das pistas, prosseguiu batalhando por nosso automobilismo.
Napoleão A. Ribeiro
» Leia também
 28/08 - Martins revela história dos bastidores da primeira "500 Km"

anterior Índice de notícias próxima
Enviar Imprimir  



Alpie Racing
Fórmula Alpie

 


© Copyright 1998/2017 Speed On Line. Todos os direitos reservados